Atenção às mudanças no cadastro de rotas de produtos perigosos no DNIT

Em março de 2022 o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) apresentou uma nova versão do Sistema de Transporte Rodoviário de Produtos Perigosos (STRPP). Através da plataforma, pessoas jurídicas devem realizar o cadastro obrigatório das rotas de produtos agrícolas classificados como perigosos até o dia 30 de setembro de 2022.

A última atualização do STRPP apresentou duas importantes mudanças. Agora os responsáveis pela submissão destas informações devem incluir o valor numérico das vezes que a mesma rota foi realizada com o mesmo peso/volume. Outra mudança, foi a retirada da opção de envio das informações através de planilha de arquivo XLS (Excel), restando apenas a opção de preenchimento manual das informações.

Considerando o impacto operacional que a exclusão da opção de enviar as informações através de planilhas está provocando no cumprimento da norma, e a ausência de comunicação prévia sobre a mudança, em junho de 2022, a Andav solicitou ao DNIT explicações sobre as alterações e argumentou pela retomada do envio dos dados por arquivo XLS, considerando que as empresas não tiveram um período para readequarem seus sistemas.

Em resposta à solicitação da Andav, o DNIT informou que; “o Sistema de Gestão de Dados do DNIT não está suportando o envio de planilhas” e, portanto, foi retirada essa opção. Ainda segundo o Departamento confirmou, o novo campo “QUANTITATIVO” do formulário de cadastro de rotas deve ser preenchido com o valor numérico de vezes que cada rota com mesmo destino e peso/volume foi utilizada ao longo do ano de 2021, nesse espaço é necessário incluir a quantidade de vezes que essa mesma viagem foi repetida.

Confira alguns exemplos:

Exemplo 1: Se a empresa realizou 10 vezes o transporte de São Paulo para Cuiabá, com peso de 15 toneladas, em cada uma das viagens, então deve-se cadastrar apenas uma vez a rota e no espaço de quantitativo inserir o número 10 e o no peso, 15 toneladas.

Exemplo 2: Se a empresa realizou 10 vezes o transporte de São Paulo para Cuiabá, sendo que em 7 vezes carregou 12 toneladas, por viagem e em 5 vezes carregou 3 toneladas, por viagem, será necessário cadastrar a duas rotas diferentes com os seus respectivos pesos.

O DNIT também informou à Andav, que está trabalhando na atualização do Manual de Orientação do STRPP.

A Andav permanece em contato com o órgão responsável para buscar uma solução operacionalmente mais viável aos Distribuidores de Insumos Agropecuários. Em breve será realizado um treinamento direcionado aos Associados Andav, sobre o preenchimento das informações no STRPP/DNIT.

Associado Andav, não fique com dúvidas! Entre em contato conosco e encaminhe as suas perguntas em nossa Plataforma de Atendimento ao Associado .