Sistemas de sensoriamento remoto vão monitorar setor agrícola do país

A Embrapa Territorial, com unidade em Campinas (SP), prevê para 2021 o desenvolvimento de um satélite de alta definição monitoramento de diversas atividades, entre elas a agropecuária. O recurso faz parte de um protocolo de intenções assinado junto com os ministérios da Agricultura, do Meio Ambiente e da Defesa assinado nesta quinta-feira (30).

O presidente executivo da ANDAV, Henrique Mazotini, acompanhou a solenidade que marcou os 30 anos da Embrapa Territorial. Estavam presentes a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, Alceu Moreira, o ex-ministro da Agricultura do Brasil, Alysson Paolinelli, e outras autoridades.

De acordo com o presidente da Embrapa Territorial, Sebastião Barbosa, além de ser um avanço na pesquisa para a agricultura, a iniciativa também vai contribuir no monitoramento do território brasileiro, além de prevenir desastres naturais.

Durante o evento, também foi inaugurada a Sala de Situação, a criação desse espaço tem como objetivo a apresentação dos dados de toda agropecuária brasileira. Segundo a ministra Tereza Cristina, em dois meses será inaugurada uma sala de situação no Ministério da Agricultura.

“Para que a gente possa reunir essa enormidade de dados que temos e às vezes não conseguimos juntar e tirar as informações de inteligência estratégica que precisamos para a nossa agropecuária”, disse a ministra, agradecendo a colaboração da CNA para a inauguração da sala.

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, destacou a criação do departamento de promoção do Agronegócio no Itamaraty e disse que a agropecuária pode ajudar a defender os interesses do Brasil no exterior. “O Itamaraty está pronto para ser parte integrante e entusiasmada do agronegócio”.

O presidente da Embrapa, Sebastião Camargo, lembrou que a empresa foi criada em 1973 e que naquela época o Brasil importava alimentos. E hoje exporta alimentos de qualidade para 160 países. “A Embrapa é hoje estratégica para a pujança da agricultura brasileira e a segurança alimentar global”, disse. O chefe da Embrapa Territorial, Evaristo de Miranda, disse que ninguém preserva mais o meio ambiente do que o produtor rural.

A ministra viajou acompanhada do secretário de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do Mapa, Fernando Camargo, do diretor geral do Serviço Florestal Brasileiro, Valdir Colatto e do assessor especial Francisco Basílio Freitas de Souza.

Também participaram do evento o prefeito de Campinas, Jonas Donizete, o secretário de Agricultura de São Paulo, Gustavo Junqueira, o ex-presidente da Câmara e ex-ministro multitarefa, Aldo Rebelo, entre outras autoridades.

 

Com informações da CNA e do G1 Campinas.

Veja outras notícias relacionadas

Enem (6)
22/01/2024
Novo Conselho Diretor da Andav assume gestão da entidade pelos próximos dois anos
17e7af25-30cc-40b3-8916-9b0b4bb95117
08/01/2024
Lei dos Defensivos Agrícolas é sancionada
Design sem nome (21)
07/12/2023
Confaz aprova novo convênio sobre transferência de créditos de ICMS em operações entre estabelecimentos do mesmo titular

Veja outras notícias relacionadas

banner_
01/02/2024
Nota Andav: Produtor Rural, atenção à oferta de Recuperação Judicial
Enem (6)
22/01/2024
Novo Conselho Diretor da Andav assume gestão da entidade pelos próximos dois anos
17e7af25-30cc-40b3-8916-9b0b4bb95117
08/01/2024
Lei dos Defensivos Agrícolas é sancionada
Design sem nome (21)
07/12/2023
Confaz aprova novo convênio sobre transferência de créditos de ICMS em operações entre estabelecimentos do mesmo titular
Design sem nome (20)
05/12/2023
Andav acompanha Conferência Americana sobre Distribuição de Insumos